Grande fold: o que é e como fazer

Você já ouviu falar no Grande fold? Se você nunca ouviu, isso não quer dizer que você nunca tenha feito. Na verdade, é muito provável que você já tenha feito isso mais de uma vez. Fazer um grande fold significa desistir de uma mão que quase sempre seria a melhor em condições normais, quando nossas leituras sobre a ação e o jogador nos dão uma razão para duvidar que temos equidade suficiente para pagar.

Fazer um “Hero Fold” pode parecer impossível de vez em quando. Você já sentiu aquela sensação de vazio na boca do estômago que diz que sua mão dificilmente é boa? Então aqui estão três etapas para liberar você desse trauma de desistir das mãos.

Saiba tudo sobre o grande fold!

Etapa 1 – Não faça nada de 5 a 10 Segundos

É sempre um desafio fazer um grande fold quando você paga instantaneamente com mãos fortes alguns segundos depois de enfrentar uma grande aposta ou aumento. Quando temos uma boa mão e nosso oponente toma alguma ação que demonstra que há uma chance significativa dele ter uma ainda melhor, alguns processos mentais e físicos acontecem.

Uma luta acontece em nosso subconsciente. Ser ameaçado mais segurar uma grande arma é igual a lutar!

Nós experimentamos uma forte resistência em desistir que é causada por anos não desistindo de mãos tão fortes e absolutas. Por isso é que a ideia de desistir nos incomoda tanto.

Podemos expulsar os dois primeiros desses sentimentos simplesmente esperando e nos concentrando na restauração das condições físicas e emocionais normais. Deixe algum tempo passar e aceite que você está em uma situação com EV muito menor do que antes. Você tem uma mão muito boa, sim, mas este ainda não é um cenário muito lucrativo para enfrentar a ação com a qual você está se deparando.

Etapa 2 – Considere a atual força relativa da sua mão

Se você não entende o conceito de força relativa da mão, então vamos lá. Ela é a medida de quão boa sua mão em comparação com o range do seu oponente de acordo com a ação (o panorama completo de quais apostas, aumentos e etc., foram feitos até o momento); a natureza do seu oponente e o bordo.

Sua força relativa da mão é quanto a sua mão é boa agora que o seu oponente jogou da maneira que ele jogou e o bordo acabou da maneira como foi. O problema aqui é que nossas emoções não lidam bem com a força relativa da mão em constante mudança pelo desenrolar na ação ou jogadas. Quando passamos de uma mão com EV muito alto para outra mais duvidosa, geralmente há uma reação mental à medida que lutamos para nos adaptarmos emocionalmente. Isso pode gerar uma adrenalina que pode resultar em uma decisão teimosa e/ou precipitada. Portanto, quando se trata de aceitar a atual força relativa da nossa mão, podemos precisar trabalhar na aceitação lógica e emocional.

O ponto aqui é ser totalmente honesto sobre se sua mão ainda ganha da maior parte do range de alguém ou se ela se tornou pouco mais que uma caçadora de blefes. Se ela for principalmente para os blefes que você está batendo, é necessário considerar com que frequência esse spot provavelmente será blefado. Se a resposta for ‘muito raramente’, você está chegando perto de conseguir fazer esse hero fold.

Mesmo que possamos aceitar que nossa mão está muito mais fraca agora, ainda existe aquela dor em desistir.

Etapa 3 – Silenciar o desejo pelo Pote

Por que uma parte de nós se sente tão apegada ao pote quando temos uma mão grande? Porque não estamos acostumados a desistir de mãos com essa força. Quando jogamos um flop com dois pares ou uma trinca, ou recebemos AA pré-flop, nosso cérebro combina essa ocorrência automaticamente com ganhar dinheiro e, certamente, sem desistir.

Essa forte resistência que sentimos ao desistir pode direcionar o mouse para o botão de pagar, mesmo depois de concluirmos logicamente que devemos desistir. Quantas vezes você criou uma desculpa de última hora para pagar ou até encontrou o cursor movendo-se magneticamente para o botão de pagar, mesmo já não acreditando que pagar seja correto?

Se você puder aceitar que o seu EV foi dizimado pelas circunstâncias e que essa é uma circunstância rara e excepcional, você pode perceber que sua mão não tem a potência que teria normalmente. Portanto, mesmo se pagar for razoável, isso não estará fazendo muito dinheiro.

Uma vez que abandonamos a perspectiva de estar em uma situação lucrativa, fica mais fácil desistir.

Para ficar mais visível o que fazer, separamos aqui um pequeno resumo das três etapas para você seguir:

  • Dê espaço para você se acalmar e se adaptar à novas situações.
  • Se pergunte o quão boa é sua mão no momento. Ela foi rebaixada para uma mera caçadora de blefes?
  •  Aceite que a chance de estar em uma ótima situação se foi e deixa de lado o desejo de ganhar muito dinheiro.

Você pode contar com a Betz Créditos para comprar créditos para PokerStars e para os principais sites de poker online. Entre em contato conosco através do Whatsapp

Não fique sem fichas de poker online para realizar o seu grande fold!

Faça a sua solicitação e em poucos minutos você já consegue jogar.